Infusão Epidural Foraminal - Bloqueio Foraminal

Tratamento da Hérnia de Disco sem Cirurgia - Bloqueio Foraminal

Você tem uma hérnia de disco e está em dúvida se precisa mesmo operar? Esse artigo pode ajudar a tirar dúvidas sobre como tratar seus sintomas.

Pacientes com quadro de dor CIÁTICA aguda sofrem muitas vezes com limitação para a marcha, deixando o paciente "travado". Isso pode acontecer por uma série de problemas, desde problemas simples, de contraturas musculares até mesmo por hérnia de disco extrusa, compressão de raiz nervosa, hérnia foraminal, ou mesmo uma inflamação na raiz nervosa.

dor lombar; lombalgia; bernardo monaco; bloqueio foraminal; dor

É sabido que a cirurgia para hérnia discal lombar tem resultados ótimos e rápidos. Os pacientes que fazem tratamento não-cirúrgico da hérnia de disco lombar tomam grandes cargas de analgésicos, com melhora espontânea na grande maioria dos casos após 3 meses.Os pacientes que operaram a hérnia de disco apresentam o mesmo resultado dos pacientes que não operaram a médio e longo prazo. Os pacientes com déficits instalados devem ser operados - sempre que houver um déficit, procurar um médico com urgência.

Para aliviar a dor e o sofrimento na fase aguda da hérnia de disco, pode ser realizado procedimento percutâneo com anestesia local chamado bloqueio foraminal - uma opção para quem não quer ser submetido a uma cirurgia de grande porte e quer ficar livre da dor.

Com o bloqueio foraminal o paciente é submetido à infusão de uma medicação no forame vertebral (geralmente guiado por radioscopia) que bloqueia a raiz afetada. Isso faz com que a dor melhore em questão de minutos. O paciente pode sentir a perna dormente após o procedimento, que geralmente melhora em algumas horas ou até em 3 dias.  A radiofrequência pode ser utilizada para estimulação da raiz e identificação do local preciso de bloqueio.

A duração dessa analgesia pode variar. Na experiência do Dr. Monaco, a melhora dura em média seis semanas. Isso permite que o paciente realize reabilitação na fase aguda sem dor, com possibilidade de melhora permanente da dor. A hérnia de disco extrusa tem uma história natural benigna. Ela sofre diversas alterações, com inflamação intensa, gerando um processo reacional local que geralmente ocasiona a dor com a irradiação para o território da raiz acometida. Se não for removida (através de cirurgia) a hérnia passa a sofrer um processo de desidratação, com diminuição de volume, podendo entrar em resolução espontânea. Por isso que não se deve operar toda hérnia discal encontrada em exames.

O bloqueio foraminal permite que pacientes voltem rapidamente ao trabalho ou às atividades habituais sem dor, ou com dor mínima. Quando a dor melhora com o procedimento, mas volta com alta intensidade precocemente, em geral, são pacientes candidatos a procedimentos cirúrgicos, em geral, procedimento de microcirurgia para hérnia de disco, procedimento com acesso minimamente invasivo, com retirada apenas da hérnia, sem colocação de parafusos ou próteses.

Informe-se com seu médico.